Festival do Japão | O maior festival da cultura japonesa chega a Moçambique

A Embaixada Japonesa anunciou recentemente em seu site o primeiro “Festival do Japão”, um festival repleto de diversas atrações da cultura japonesa.

Segundo o anúncio, o evento tem como propósito a celebração do 45º aniversário das Relações Diplomáticas entre os dois povos amigos e conta com uma programação completa de 8h horas de evento, repleta de várias atrações culturais como os tradicionais Taiko SHOW (Tambores japoneses), Kendama SHOW (Bilboquê japonês, brinquedo tradicional), Artes marciais (Judo, Karate, Kendo e Iaido), Competição de Karaokê, Concerto da música japonesa, Degustação da comida típica japonesa…e mais.

O festival vai acontecer no sábado, 01 de Outubro no Centro Cultural Brasil-Moçambique, e para além da data, local e horário do evento, também foi disponibilizado o programa completo detalhando a hora e o local exato de cada atração. Confira:

Arte de capa Festival do Japão
Fonte: Site da Embaixada do Japão / O cartaz

Sobre o Festival do Japão

O Festival do Japão está em sua primeira edição, e foi organizado pela Embaixada do Japão em Moçambique, junto com a Câmara de Comércio e Indústria Moçambique. Fora essas entidades, houve também a cooperação do Centro Cultural Brasil-Moçambique e a Agência Japonesa da Cooperação Internacional.

Data: 01 de Outubro
Local: Centro Cultural Brasil-Moçambique
Endereço: Av. Karl Marx, esquina com Av. 25 de Setembro – Maputo (https://goo.gl/maps/CqPrF8k6mUh5TkXr7)
Hora: 10h às 18h
Ingresso: Gratuito

Sobre o Centro Cultural Brasil-Moçambique

O Centro Cultural Brasil-Moçambique foi inaugurado em novembro de 1989, pelo então Ministro da Cultura José Aparecido de Oliveira, que é seu patrono. Sua criação, que simbolizou um passo a mais em direção à integração cultural afro-brasileira, deu-se no âmbito do Acordo Geral de Cooperação entre o Brasil e Moçambique, firmado 1981. Tendo, inicialmente, o nome de Centro de Estudos Brasileiros, foi concebido como espaço cultural a serviço da divulgação e da promoção da cultura – não apenas do Brasil, mas também de Moçambique e dos demais países africanos. Em outubro de 2008, em cerimônia solene com a presença do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do Ministro das Relações Exteriores Celso Amorim, o antigo CEB foi rebatizado de Centro Cultural Brasil-Moçambique. A mudança de nome aplicou-se a todos os Centros Culturais mantidos por Embaixadas e Consulados do Brasil. A nova designação enfatiza a ampliação das atividades dos centros, que desenvolvem, paralelamente ao ensino da língua portuguesa, diversificada programação cultural. O CCBM está situado na Baixa da cidade, na esquina das Ruas 25 de Setembro e Karl Marx. Dispõe de amplo espaço físico de 1.162 m², distribuído em dois pisos. O edifício dispõe para acesso ao público: auditório, biblioteca, galerias de arte, salas de ensino de português e espaço para aulas de capoeira.